quinta-feira, 5 de junho de 2008

Momentos de solidão


A pessoa não foi feita só para a solidão, mas não pode viver sem momentos de profundos silêncios. Eles alimentam seu mundo interior e a enriquecem em sua comunhão com os outros. Momentos de solidão e recolhimento são fundamentais para a preservação da própria individualidade e equilíbrio da personalidade. Sem estes momentos, corre-se o risco de superficializar os relacionamentos, enfraquecer nossa participação social, perdendo a pessoa o rumo dos grandes projetos de vida.

5 comentários:

Polonius disse...

Devemos amar nossos momentos de solidão pois é neles que temos a oportunidade de nos inspirarmos para uma próxima cartada que daremos na nossa vida. E nesses momentos que é possível meditar e meditação é oração que ilumina e nos dá ótimas idéias. Fica com Deus.

Anônimo disse...

Eu particularmente, não gosto muito de silêncio não. Desejo um lindo final de semana e muita paz.

Smack!

Edimar Suely
jesusminharocha.blig.ig.com.br

Sol Hoffmann disse...

Minha linda Anis...
╚╚╚─═══─ﻼჱﻼ ¸ .*՞ჱﻍ՞ﻺ՞ﻍჱ՞*.¸ﻼჱﻼ─═══─╝╝╝
(`'•.¸(`'•.¸ ¸.•'´) ¸.•'´)¸.•'´)
«`'•.¸¤ .¸.•'´»(¸.•` (¸.•`
(¸.•'´(¸.•'´ `'•.¸)`' •.¸)
( `•.¸................."Ame a vida como ela é:
`•.¸ ).................Com seus dias nublados
( `•.¸..........................e outros de sol,
`•.¸ ).................Com suas lágrimas
( `•.¸..........................e seus sorrisos,
`•.¸ ).................Com seus contratempos,
( `•.¸.........................e suas vitórias!"
(`'•.¸(`'•.¸ ¸.•'´) ¸.•'´)¸.•'´)
«`'•.¸¤ .¸.•'´»(¸.•` (¸.•`
(¸.•'´(¸.•'´ `'•.¸)`' •.¸)
╚╚╚─═══─ﻼჱﻼ ¸ .*՞ჱﻍ՞ﻺ՞ﻍჱ՞*.¸ﻼჱﻼ─═══─╝╝╝

fatosedados.blogspot.com disse...

Olá, tudo bem?
Eu não conseguiria viver sem um mínimo de silêncio... Há uma necessidade muito grande em darmos "um tempo" para q. se possa ouvir a voz de Deus em nós, a voz do nosso Deus interior.
Grande abraço e ótimo final de semana!
Irene

Cadinho RoCo disse...

Nãohá porque temer a solidão e nem tão pouco despreza-la ou enaltece-la demais. Fato é que precisamos sempre de nós mesmos, para que sejamos sempre a extensão daquilo que buscamos e propagamos.
Cadiho RoCo