quarta-feira, 25 de junho de 2008

Marcas da vida (Paulo Roberto Gaefke)


Que lembrança você anda gravando nas pessoas?
Você é o símbolo da alegria, da bondade, da esperança ou vive amargurada e passa para todo mundo a dor, a revolta, o desespero, a falta de esperanças?
Por onde você passa você fala de realizações, de boas energias, tem sempre uma boa notícia, uma palavra amiga, um gesto de esperança, ou leva contigo a reclamação, a agonia, o gemido constante,os olhos sempre úmidos de lamentação?
Onde você chega as pessoas se aproximam para cumprimentar e querem te abraçar com festa ou se afastam com mil desculpas pela sua negatividade?
Se alguém te der um espelho agora, seu rosto vai mostrar a alegria de quem tem a certeza da vitória, ou a tristeza de quem se acostumou com a dor e a derrota? Seu rosto é a expressão de quem espera alguém ou alguma coisa para ser feliz, ou de quem já vive feliz com o que tem?
Marca a tua caminhada pela Terra com marcas que nunca se apagam, escreve com o coração tudo o que fizer, assim,as dores serão passageiras rápidas na tua vida.
Carrega em você a semente da alegria e distribua para todos que se aproximarem de você, assim nunca te faltarão amigos dispostos a dividir o peso da sua jornada.
Conquiste amigos em todos os lugares por onde andar e conquistará um tesouro eterno, que nenhum ouro poderá pagar.
Que a sua marca de vida seja a alegria, assim, deixarás para sempre, uma lembrança suave de quem será amado para sempre.

4 comentários:

Cantinho Novo da Taty disse...

Olá! Bom dia!

Seja sempre Bem Vinda ao meu cantinho amiga!
É sempre bom fazermos novas amizades, não é mesmo?
Aqui está muito frio mesmo, rsrs... Odeio frio, iéca, rsrs...

Obrigada pelo carinho e tenha uma ótima semana.
Um forte abraço da mais nova amiga TATY

Ágape disse...

Há três fatores que marcam indiscutivelmente a vida. Três fatores que se conjugam numa linha com trajetórias inimagináveis a que, vulgarmente chamamos destino.
O princípio, o meio e o fim são, globalmente falando, os vocábulos básicos da grande enciclopédia que é a vida.

Rafiq disse...

"A diferença entre as lembranças falsas e as verdadeiras é a mesma que existe entre as jóias: as falsas sempre parecem mais brilhantes e reais."

Celu disse...

Cabelos brancos, cicatrizes e até mesmo feridas profundas no coração desprotegido são marcas que a vida nos deixa no corpo e na alma.
Essas "marcas" são como aqueles anéis nos troncos das árvores. É como um livro entreaberto para quem quiser ir descobrindo mais sobre a pessoa.
Uma espécie de cartão de visita. Onde vem marcado algo bem mais forte e claro que apenas o endereço e número de telefone.
Todos nós temos várias cicatrizes. Na sobrancelha, nas mãos e um pouco por todo o lado. Cada uma delas lembra-nos um episódio da nossa vida.
Tatuagem também não deixa de ser uma marca da vida. É porque quisemos a determinada altura deixar um sinal de algo que nos foi importante em determinado momento.
Somos um albúm ambulante. Um livro aberto. Basta saber ler as linhas que temos marcadas pelas rugas no nosso rosto, as cicatrizes na nossa pele e o nosso olhar refletindo a nossa alma sincera.